NOVA EDIÇÃO DO JORNAL MEGAFONE



JS/Açores destaca a implementação do Orçamento Participativo Jovem dos Açores em 2017

A proposta de Plano Regional Anual para 2017 prevê a promoção de todo o processo para a implementação do Orçamento Participativo Jovem na Região Autónoma dos Açores, medida que a JS/Açores tem defendido como um importante contributo para o envolvimento dos jovens açorianos no processo de decisão política.
A possibilidade dos jovens proporem e votarem nas medidas que querem ver executadas nos Açores, dentro de um montante orçamental disponibilizado para o efeito, está prestes a tornar-se uma realidade. Para Guido Teles, Presidente da JS/Açores, “a previsão desta prioridade no Plano Anual Regional para 2017 demonstra o importante compromisso do Governo dos Açores no reforço da participação política dos jovens açorianos. Medidas, como esta, que dão a oportunidade aos jovens de sentirem, de uma forma mais direta, que as suas ideias podem-se traduzir em investimentos concretos têm uma importância fundamental para aumentar o envolvimento da juventude açoriana na reflexão, no debate e na decisão das prioridades de investimento para a Região”.
A implementação do Orçamento Participativo Jovem dos Açores foi uma das propostas concretas apresentadas pela JS/Açores como contributo para a elaboração do manifesto eleitoral do Partido Socialista Açores às eleições Regionais de 2016.
O Presidente da JS/Açores abordou também a necessidade de ser implementada com celeridade outra medida apresentada por esta juventude partidária, tendo em vista o aumento da participação eleitoral dos jovens. Para Guido Teles “é importante que se encontre uma solução de entendimento entre os vários partidos que viabilize a implementação, já para as eleições autárquicas deste ano, de um sistema de voto, simples e eficaz, que utilizando os meios tecnológicos disponíveis beneficie a participação dos cidadãos, e em concreto, dos jovens deslocados da sua área de recenseamento. O projeto “voto em mobilidade” que acabou por não reunir o apoio da oposição na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para entrar em vigor já nas eleições regionais do ano passado merece ser aproveitado, porque é uma clara mais valia para a desburocratização do exercício do direito de voto para os cidadãos deslocados”.
Merece também destaque pela JS/Açores o continuado empenho que o Governo dos Açores tem demonstrado na promoção da empregabilidade jovem na Região. Segundo Guido Teles “a Juventude Socialista Açores não está satisfeita com a atual taxa de desemprego jovem, nem nunca estará satisfeita enquanto existirem jovens desempregados na Região. Mas reconhecemos a evolução que se tem verificado. Desde 2011 que o valor médio anual do desemprego jovem não atingia valores tão baixos quanto os de 2016. São resultados que demonstram que a estratégia do Governo dos Açores para a promoção da empregabilidade jovem tem dado frutos”. Para a JS/Açores a aposta no combate à precariedade laboral prevista no Plano Anual Regional para 2017 é, também, uma prioridade acertada. Está prevista a implementação da medida Integra Estável, dirigida à estabilização do vínculo contratual dos trabalhadores ao abrigo do Integra e Integra Jovem.
O Plano Anual Regional e o Orçamento Regional para 2017 serão debatidos e votados no próximo plenário da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores agendado para o período de 14 a 17 de março.